26 novembro 2009

Velinhas (Re-post)

Como estou um tanto preguiçoso, hoje sai um re-post.
Fiquem bem.


Por favor, alguém me explique o que é uma vela.
Eu sempre pensei que uma vela era um pedaço de cera, com um pavio por dentro, com o intuito de iluminar e... mais nada.
Agora, o que é uma vela para uma mulher?
A vela para um ser feminino serve para, mais ou menos, tudo. Serve para enfeitar, para dar cheiro, para servir de suporte, para prenda, para receber como prenda, para segurar livros... e, de vez em quando, se faltar a luz, para iluminar.
Diálogo entre mulheres:
- 'tás a ver aquela vela (pedaço de cera verde em forma de árvore de natal)?
- Ai, é tão gira!
- Pois é, só 15 € na loja Tal!
- Oh, que pechincha!!!
Dinheiro gasto em velinhas, que ultrapasse o 1€ por um maço de 1 dúzia, é dinheiro mal gasto!

Aqui algumas regras para a utilização de velas:
1- As velas servirão para queimar, derreter e fazer uma pequena luz. Qualquer outra utilização estará reservada para casos extremamente excepcionais;
2- A utilização para fins românticos tem sido fonte de debate intenso pois, para o homem, tanto faz existir vela ou não: ele sempre estará a pensar na sua própria vela;
3- O único cheiro que a vela deverá ter é: cheiro à vela! Se a casa cheira mal, talvez o cheiro da vela não seja o maior dos seus dilemas;
4- Não deverão ter outra cor para além do branco, a não ser se for para fazer algum feitiço e aí pode-se usar uma vela vermelha ou preta;
5- A única forma que a vela terá de ter é a forma de uma vela. Formas de coração, bonequitos, barcos, bolas gigantes, pirâmides, quadrados, isto, não servem para o objectivo final de uma vela;
6- Uma utilidade alternativa será usa-las em cima de um bolo, mas sempre limitadas a 2 por aniversário(e nada daquela paneleirice de velas que nunca se apagam,sff);
7- O dinheiro dado por uma vela deverá ser quase simbólico e pagar apenas o material usado para fazer a vela, ou seja, a cera e o pavio. A forma, cheiro e a cor deverão ser gratuitos;
8- A única ocasião onde um conjunto de pessoas se poderá juntar com velas será na procissão das velas;
9- O número de velas a ter em casa deverá ser o estritamente necessário, ou seja: uma. Se se acender uma vela com outra vela, significa que existe uma vela a mais no domicílio;
10- Não se deverá elogiar a beleza de uma vela, elas não são giras nem cheiram bem: são simplesmente velas e devem ficar reduzidas a isso;
11- O único lugar onde um homem poderá aceitar ser homenageado com uma vela (branca!) será no seu funeral;
12- Um homem não deverá sorrir perante uma vela que não seja branca e não cheire a uma normal vela; se esboçar um sorriso, por menor que seja, deve-se questionar sobre a sua masculinidade;
13- O orçamento mensal, para a compra de velas, nunca poderá ultrapassar o orçamento diário para a compra de pionés;
14- As únicas velas de que um homem poderá falar são as velas do seu carro;
15- O homem só poderá investir nas velas do seu próprio veleiro;
16- Se um amigo oferecer uma vela, que não respeite as recomendações anteriormente explicadas, deverá tornar-se ex-amigo e o destino da vela ficará ao critério de cada um.

As velas são realmente um flagelo e é um dever, de todo o homem, lutar contra esta exploração. A tropa é voluntária, mas a luta contra a idade da cera não!!!
Esta era da cera colorida tem de acabar!
Chega de cheirinhos a canela! Chega de bocados de cera sob a forma de figuras geométricas não cilíndricas!
Viva a electricidade! Viva a lâmpada económica!

Uni-vos!!!

5 comentários:

Francisco Vieira disse...

Boa noite! Oh Cat, se forem umas daquelas malgas de barro vermelho para por no patio nas noites de verao, sao fixes :-)

Abraco

Fatima disse...

Bom dimais da conta seu blog!
Bjs.

Sahaisis disse...

eu gosto!e prontos..humpf..

Cirrus disse...

Manias, é o que é!!

Por mim, acaba-se a Era da Cera e é já!

Paneleiragens, pá!

Catsone disse...

Francisco, boa noite! Não faço a mínima ideia do que estás a falar, a sério. lol

Fátima, bem-vinda e obrigado.

Sahaisis, XX e tá tudo dito, lol

Cirrus, junta-se à causa friend.