10 novembro 2009

Pai sofre V ... Silly cone

Este post é inspirado num pedido da minha mais-que-tudo. Pediu-me ela "bicos/mamilos de silicone". Tenho que confessar que fiquei excitado por nanosegundos, passando de imediato à uma enorme indagação. A sério? Bicos de silicone? Isso existe?
Existe. Servem para controlar o fluxo de leite evitando que o bebé se engasgue e... olhem, vão mas é pesquisar!
Depois de tudo bem explicado, parti para a farmácia mais próxima.
Este estranho pedido pôs-me a pensar nas maravilhas que se podem fazer com o silicone. É um material com mil e uma utilidades. Ele é implantes mamários, material de construção, moldes, equipamento desportivo, vestuário, equipamento aeronáutico, automobilístico, etc, etc. O que porra não se pode fazer com silicone? Eu sei, muita coisa, mas é imensa a versatilidade deste borrachudo material.
Não obstante, isto de substituir o doce e macio mamilo humano por um pedaço de silicone não está com nada. Para mim é um crime. Até podem dizer que maior crime é substituir uma mama inteira por um implante, o que concordo, mas ludibriar o recém-nascido? Priva-lo do toque directo com a torneira láctea é coisinha que não se faz, ou pelo menos não se deveria fazer.
Cheguei à farmácia e fiz o pedido. A farmacêutica indagou-me sobre o quê exactamente eu queria, se discos ou mamilos de silicone. Juntei "discos" à minha lista de coisas que podem ser feitas de silicone e esclareci que queria os mamilos "faxavore". A senhora lá me mostrou vários tipos e modelos (e preços), o que me fez lembrar um pouco o post das fraldas. Decidi-me por um BBB (bom, bonito e barato) e voltei à casa de partida.
Confesso que, ao ver o adereço no seu devido local, até achei interessante. Deu-me uma ideia de como funciona a fábrica de lacticínios aqui de casa. Claro que a bebé continuou a engasgar-se na mesma, mas agora com mais estilo.
É incrível as utilidades que damos ao silicone e fiquei de voltar à farmácia quando inventarem uma coisinha dessas para aparar a baba.

PS: Este post lembrou-me uma série de comerciais famosos nas décadas de 80/90 no Brasil. São sobre uma palha-de-aço de nome "Bombril" e tinham o slogan "1001 utilidades". Fica aqui uma pequena amostra para quem não conhece:


6 comentários:

Rain disse...

Não podia deixar de comentar "Claro que a bebé continuou a engasgar-se na mesma, mas agora com mais estilo." LOLOL

Namorado da Ria disse...

eh eh eh eh era exactamente a parte que vim aqui destacar, mas a Rain ja o fez :-) O que eu me ri aqui em frente ao pc eh eh eh
Boa noite Cat. Um abraco
Francisco

Sahaisis disse...

senhor doutor a sua esposa não deve estar a fazer uma boa pega, desculpe lá a ousadia...as senhoras enfermeiras explicaram à sua esposa como se faz? esses mamilos artificiais servem para modelar o mamilo quando ele é pouco proeminente, mas muitas vezes é só a questão de conseguir adaptar bem o bebé à mama...não dissertar acerca do tema, até pq posso não estar a ver bem o caso...mas veja lá isso...:P

Catsone disse...

Rain e Francisco, o engasgamento foi por pouco tempo, já que voltaram os mamilos naturais ;)

Sahaisis, que ousada!!! lol.
A pega até era boa (benditas sejam as tuas colegas do meu C.S.), o problema era a quantidade do leite ser tal que a menina não dava vazão, daí tentarmos esta abordagem. Passado pouco tempo voltamos à natureza.

Sahaisis disse...

ah..então desculpando a ousadia...é um óptimo problema...lol

Namorado da Ria disse...

Atencao malta, que eu nao me ri do acto em si (tadinha da menina)
achei graca a narrativa:-)
Boa tarde a todos