23 fevereiro 2010

O ser otário

Numa discussão acesa com um amigo cheguei à uma triste conclusão. Falava ele que muitos dos meus colegas trabalhavam no serviço nacional de saúde a ver doentes que atenderam no sector privado e que não compreendia o porquê de, aqui o vosso amigo bloguista, não fazer o mesmo. Eu, talvez ingenuamente, respondi-lhe que ainda mantinha a minha ética e que não tinha feito o curso para enriquecer à custa da desgraça alheia. Ele, "galhofadamente", disse-me: "não sejas otário, pá!"
Então, como disse antes, cheguei à uma importante conclusão, daquelas que me irá perseguir até ao fim da minha triste vida: EU SOU OTÁRIO!
Eu sou otário porque estou satisfeito com o que tenho.Sou otário porque, apesar de ambicioso, não tenho uma ganância desmedida a correr-me pelas veias.
Sou porque deixo passar uma grávida à minha frente numa fila qualquer ou porque ofereço meu lugar sentado a um idoso.
Sou otário por defender a cidadania e o civismo.
Sou otário porque pago os meus impostos e não idolatro quem não o faz. Entendo que esse não está só a roubar o estado, está é a roubar-me a mim.
Eu sou otário porque devolvo a carteira ao seu dono.Sou otário porque tento cumprir o código.
Otário porque sou honesto, íntegro e recto. Porque tenho uma consciência que me mói quando saio dos carris.
Sou otário por considerar que os fins não justificam os meios.
Sempre fui otário por não usar cábulas e não trapacear.
Sou otário mas não palerma para pensar que sou perfeito.
Sou otário por devolver a bola ao adversário.
Eu sou otário por respeitar horários previamente combinados,por dizer bom dia, por não ficar a dever e por respeitar minhas promessas.Sou otário por não ser materialista ao ponto de ter de vender a alma ao diabo para comprar um Mercedes ou uma casa de 20 assoalhadas.

Mas se tudo isso é ser otário, e se me sinto feliz e realizado por tentar ser boa pessoa, então, meus amigos, o fulano tinha toda a razão: eu sou um grande otário; sendo assim consegui tudo o que tenho, que nem é pouco...
No entanto, ele e outros como ele, que não acreditam que uma pessoa possa ser feliz com pouco, esses não são otários, mas sim uns grandessíssimos idiotas! Nunca vão experimentar o bem estar do ser otário... como eu.

18 comentários:

Rain disse...

O mais triste é que o sistema funcionaria às 1000 maravilhas se todos fôssemos otários... e poupava-se muita lavagem de roupa suja, enfim! Mas estou contigo, dormir de consciência tranquila, darmos o nosso melhor e fazer as coisas que nos fazem sentir bem não tem preço :)

Helga disse...

Longa Vida aos Otários! Pois é deles que o Mundo PRECISA!

Abraço :)

Francisco Vieira disse...

Quem dera que aparecessem muitos Otarios como tu, amigo.

Boa noite!

Abraco

meldevespas disse...

A verdade Cat, é que os Otários estão muito subvalorizados neste mundinho....q se há-de fazer. Há os espertalhões, que esses sim estão no topo da cadeia alimentar e sempre cheios de fome, e normalmente comem até rebentar!
Deixemo-nos de metáforas, se ser Otário é tudo isso que tu dizes, eu também me esforço para o ser.
Beijinhos e keep rolling

Pulha Garcia disse...

Estou contigo Catso e acredito em pessoas como tu.

Não há dinheiro no mundo que pague uma consciência tranquila.

Carlos Albuquerque disse...

Pegando em palavras de Pessoa, e acrescentando umas minhas, todo este país ainda não é muito triste porque existem Otários como este, que aos poucos vou conhecendo.
Que a vida seja longa, e nunca doa, a quem se diz assim Otário!
Bravo!
Um grande abraço

Cirrus disse...

E eu que sempre pensei o otário era o macho da otária!!

Parabéns pelo teu otarismo! Eu também gosto de me deitar na cama e não me pesar a consciência. Mas outros há que conseguem fazê-lo apenas porque já se livraram dela há muito tempo. E tu sabes de quem estou a falar!!!

;)

No teu ramo há muitos, mas não é só no teu ramo, deixa.

pinguim disse...

Infelizmente, este mundo está cheio de idiotas que se riem de otários como tu, e eu, mas que vivem felizes e despreocupados; mas um dia vão chegar à conclusão que são mesmo idiotas; talvez já seja tarde...

Sahaisis disse...

espero (continuar a) ser tão otária como tu...estou em crer que não precisamos de muito...apenas do suficiente...e para quê uma casa de 20 assoalhadas se a de 2 algum dinheiro no banco e a felicidade do nosso trabalho nos chega perfeitamente (já agora um gajo bom tb, mas isso pode vir mais tarde :p)?

Catsone disse...

Rain, utopia, amiga. Vamos vivendo e levando a vida da nossa maneira.Bj

Helga,o mundo até precisa de otários, mas será que está preparado?

Francisco, alguns deles vão aparecendo por aqui e émuito bom saber que não se é o único. Abraço, friend!

Mel, é isso tudo. Apesar dos otérios estarem subvalorizados são os espertalhões têm vida curta. Vamos deixando eles passarem que no fim são os otários que prevalecem, certo?

Pulha, olha, essa é que é essa!

Carlos, obrigado e são meus desejos para ti também. Grande abraço!

Cirrus, lembraste-me o Otávio Machado, o homem do "vocês sabem do que estou a falar", ;)

Pinguim, isso vai acontecer quando olharem para trás e virem o que a sua passagem por este mundo foi o mesmo que "um peido no vento". Vão passar e depois de algum tempo ninguém se lembrará deles.
Abraço.

Sahaisis, és das minhas Sra enfermeira. Não é preciso muito para ser feliz. Às vezes passam por mim nos seus bólides mas quando abrem a boca... dass. Bj

Gravepisser disse...

Estou contigo, amigo, revejo-me perfeitamente nessa espécie de hetero-avaliação que fizeste.
Infelizmente já somos poucos, mas enquanto em cem encontrarmos um, nem tudo estará perdido. ;)

Abraço

Anónimo disse...

És um Exemplo para a humanidade! Continua assim pela vida fora, pois o dormir de consciência tranquila, é o melhor da vida!
"Deixai vir, a mim, os apelidados de idiotas, pois é deles o reino dos céus!"

Sara disse...

«Não só vos comeis uns aos outros, senão que os grandes comem os pequenos.».... Não basta darmos sermões aos polvos deste país e redondezas... Que sejamos Suckerfishes ainda com mais convicção (ainda sem acordo ortográfico!:P)! Eu sou Otária...e gosto!

Catsone disse...

Grave, 1% nestes casos, se calhar, nem é muito mal.
Abraço, friend!

Anónimo, não sou exemplo para a humanidade, afinal também tenho defeitos... e não são poucos.

Marques, eu sempre achei isso de ti, amiga.

Denise disse...

Bem vindo ao clube ;)

Catsone disse...

Denise, desse clube não me importo de ser sócio.
Bj

Gingerbread Girl disse...

Mas que adorável otário me saíste tu!

Meu caro, não tenho medo nenhum de dizer que acho os médicos das clínicas privadas umas grandes bestas.
Os preços das consultas são algo pornográficamente recto coital.
Pó caralhinh*!
O sistema de saúde é demorado? Eu espero, muito obrigada. É o que faço há anos.

Continua assim, otário.
Fiquei a gostar um bocadinho mais de ti. (e olha que eu não gosto de quase ninguém =| )


bjs*

Catsone disse...

Ginger, que grande lol, amiga. Podes falar à vontade, sabes que a put# da deontologia impede-me de dar azo às minhas ideias, mas tu tás à vontadinha.
E obrigado pela consideração, pareces um bocado comigo já que eu tb gosto de pouca gente ;)