08 outubro 2009

Por ser tempo de escrutínios

Há coisa de 5 anos atrás, num tempo em que pululavam novas bandas de garagem, eu me juntei a mais 3 tontos para fazer barulho. Não tínhamos nome, não tínhamos tenções de gravar nada, não éramos músicos, mas durante 3 ou mais horas de um sábado por mês lá nos juntávamos para um tempo bem passado.
Dos vários "originais" que ensaiávamos, havia um do qual eu gostava particularmente de cantar (sim, eu era o vocalista). Era uma rocalhada naive sobre um assunto em particular: as eleições.

Dado que no domingo temos eleições e até faço parte de uma lista para a Câmara da minha capital de distrito, aqui vai, em 1ª mão, a letra dum êxito que poderia ter sido mas não foi:


"Política

De 4 em 4 anos, eles pedem o meu voto
Juram austeridade, confiança, competência: um país novo
Digo que acredito e assim deixam-me em paz
Que ganhe este ou aquele para mim já tanto faz
É sempre a mesma história no final do seu mandato
“Eu fiz, refiz, recontrafiz, e a si sou muito grato”
Faço que acredito que o discurso é sincero

Eu voto é meu direito, mas não és tu que eu quero.


São sempre as mesmas caras com as ideias de há 10 anos
Não mudam uma vírgula, qualquer um desses fulanos
Vou votar com coerência, nas próximas eleições
Escrevo no boletim: vão embora seus cab#$"#!


Ser político hoje em dia é muito fácil, meu amigo
Basta ir à assembleia falar do governo antigo
Criticar o que foi certo, enaltecer suas besteiras
E repetir, se for eleito, os mesmos erros e asneiras
No próximo escrutínio não esqueça de votar
Dar aquele seu político a chance de mudar
Num país tão pequenino, com tantos ignorantes
Governar não é difícil, basta fazer como antes."



PS: obviamente que comentários jocosos serão imediatamente banidos... ou talvez não (pu$% da democracia)


6 comentários:

Rain disse...

Vocalista e letrista, estavas condenado a ser o único gajo que toda a gente conhecia da banda!! Ainda bem que desististe... lol

Agora a sério, havias de pensar em ser o novo Tê do Rui Veloso! ;)

Catsone disse...

Ai se eu escrevesse como o Tê...

Ana Ferreira disse...

Ora que bem analisado por alguém com grande cultura musical, moi(not), devo dizer que era capaz de ser coisa para fazer frente à musica do 'senhor engenheiro' dos xutos.

Talentos perdidos..é o que é!

Sahaisis disse...

Opa...não sei se te safavas...como cantavas a parte dos cardinões nos cabrões? uhm...gosto da letra no geral, e mais concretamente dos smiley roqueiros no final...LOL

Catsone disse...

Ana, repara que a nossa letra tem mais 2sustância" que a dos Xutos ;)

Sahaisis, eu dava a volta ao texto.

Sahaisis disse...

*cardinais e não cardinões...lol...e menos mal :P