13 setembro 2009

Amizade

Uma noite entre amigos e vem-me à cabeça dois trechos musicais:

"I see friends shakin' hands, sayin' "How do you do?"
They're really saying "I love you"


"Amigo é coisa para se guardar
Debaixo de sete chaves
Dentro do coração
Assim falava a canção que na América ouvi
Mas quem cantava chorou
Ao ver o seu amigo partir"

Os primeiros versos são de Louis Armstrong em "Wonderful World", os restantes de Milton Nascimento na sua "Canção da América".

Estas músicas vieram-me à cabeça porque reflectem o que penso em relação à amizade. Um amigo é para guardar à sete chaves, no sentido de ser algo cada vez mais raro.
No rescaldo da pândega fraternal de um encontro cada vez mais raro, pensei nos meus amigos. Quais e quantos são. Sei quem são e não são muitos, mas são bons. São meus irmãos de outras famílias.
Pensei no que é preciso para manter uma amizade? Confesso que esta pergunta manteve-se na minha mente por um bom par de horas e, enfim, cheguei à conclusão de que não é necessária muita coisa para manter um verdadeiro amigo. É preciso estar lá, só isso... ou quase. Também é preciso um par de ouvidos, um ombro (pelo menos), ter fome para as jantaradas, ter anedotas novas e histórias de amor/escárnio, um lenço de papel, um número de telemóvel, memórias, cumplicidade, conselhos, reprimendas, disponibilidade 24 horas...
São coisas simples, quase sempre à mão, que se fazem naturalmente, de forma inata, e com prazer.
Aos meus amigos e à amizade um grande bem-haja e que nossos encontros sejam menos fortuitos.

2 comentários :

Balhau disse...

A única coisa necessária para manter os amigos é termos a capacidade de continuar a ser aquilo que sempre fomos...

Sahaisis disse...

.mas às vezes por motivos que não entendemos isso não é suficiente :( ou talvez isso seja coisa de nós mulheres...que não somos tão lineares