25 junho 2013

A trip(a)

Primeira consulta do dia, numa segunda-feira, noite mal dormida e mau humor associado.
Chamo a primeira doente: completamente tresloucada; discurso verborreico, sem nexo, a saltar de um assunto para outro como se fosse um canguru com um foguete no rabo. Deixo-a falar, falar, falar, sem não parar e escondo-me atrás de um par de mãos a sussurrar o porquê de vir para medicina.
E então:
"Sabe doutor, eu tenho muitos gases. Tenho sempre a barriga assim inchada (não é da gordura, não...). Acho que é de ter a tripa grossa", diz ela.
"Desculpe, o que disse?", pergunto eu, tentando perceber o que tinha acontecido.
"Pois, tenho a tripa grossa, sim. Disseram-me num exame que me fizeram há uns anos. Faz sentido, Dr..Quando era pequena, lembro-me de obrar ao lado do meu irmão e olhar para as nossas fezes e perguntar a ele porque o meu cocó era maior que o dele. Ele já na altura disse-me: "és tu que tens a tripa grossa!". Vê? Sempre tinha razão, o meu irmão"

Confesso que não aguentei e escangalhei-me a rir sob o olhar incrédulo da senhora.
Haja paciência, carago, um gajo não é de ferro!!!



3 comentários:

Demian disse...

That one made my day!!! LOLOLOL

Mz disse...

Nem tudo é mau!

Até um médico pode aprender a rir numa segunda feira de manhã :))))

João Roque disse...

Mas que grande merda!!!