26 dezembro 2012

Concessionar



Baseando-se no Desgoverno de Portugal,
Também concessionou o seu serviço, o Pai Natal.

Entregou a empreitada à um empresa privada,
Mas como era de se esperar, tal como por cá,
Tudo acabou numa tremenda trapalhada.

Para poupar no orçamento,
E como qualquer bom patrão
Também era, o Pai Natal, muito casmurro:
Lá trocou as tradicionais renas
Por um estranho grupo de burros!

Tal como as renas, todos o burros tinham nomes:
O primeiro, de nariz vermelho, chamava-se Coelho;
Do seu lado, fazendo par, estava o sonolento Gaspar;
Na segunda fila, mas não se importa, vinha o de nome “Portas”;
O quarto (o preferido de Noel), era o querido, brilhante e genial Miguel;
O quinto animal era o Aníbal;
A completar a 3ª fila, sempre com cara de azedo, vinha o burro do Macedo;
O sétimo burro, já bem velho mas pouco otário, era o burro Mário;
E ao seu lado, a sonhar ser o primeiro no futuro, vinha o burro José Seguro.

Escusado será dizer que não houve Natal:
O Coelho não soube guiar o grupo;
O Gaspar cortou-lhe nas prendas a entregar;
O Portas fez birrinha;
O Relvas quis fazer de Pai Natal;
O Aníbal engasgou-se com um pedaço de bolo rei;
O Macedo adoeceu;
O Mário finalmente falou com São Pedro;
O Seguro correu para o lado oposto.

No próximo ano o Pai Natal trocará essa cambada de burros por huskys siberianos…

Mesmo atrasados, meus desejos de boas festas a todos os camaradas que por aqui passam.

 

6 comentários:

nAnonima disse...

apetece me rir e dar porrada ao mesmo tempo!!! o que faço, homem???

boas festas :)

El Matador disse...

ehehehe, boas festas Catsoman

Catsone disse...

nAnónima, rir enquanto podemos, amiga.

Killer, igualmente para ti, firend.

João Roque disse...

Subscrevo inteiramente o primeiro comentário.

Demian disse...

(Mal posso esperar para saber o que tens a dizer sobre a nova "concessão" do (des)governo, essa pérola em que eles pedem ao pessoal para não adoecer, por forma a reduzir a afluência aos centros de saúde/hospitais... Tivemos que esperar pelo final de Dezembro para ouvir a anedota do ano, a meu ver, LOL!)

Catsone disse...

João, é a dicotomia da moda :D

Demian, não vais sem resposta, já há um post sobre essa "concessão". lol