14 março 2013

Exame esquisito

Da prática no Centro de Saúde 
 ...então o doente aborda-me no corredor do Centro de Saúde visivelmente transtornado. 
"Dr. precisava muito de falar consigo. Parece que tenho algo grave na próstata!", enquanto esbracejava nervosamente com um exame que tinha feito. 
Digo-lhe para aguardar e que, no intervalo entre consultas, falaria com ele.

Algum tempo depois, e para evitar conflitos com outros utentes/doentes/pacientes/clientes, chamei-o e pedi que me explicasse o que se passava. 
"Pois, xôtor, fui eu que fui a um rastreio e disseram-me que tinha a próstata em mau estado. Até lhes disse que calhava bem já que tinha este exame para mostrar ao meu MF!" 
O exame em causa era uma ecografia prostática pedida por mim mesmo e que, para um indivíduo de 60 e tais, nem estava muito má: um ligeiríssimo aumento do volume. 
"Mas ouça lá, o Sr. tem alguma queixa urinária?" 
"Não"
"Fizeram alguma análise ao sangue?" 
"Não" 
"Mas que rastreio era esse?" 
"É daquelas barracas que medem a tensão e o colesterol" 
"Mas como, em nome de um deus qq, e baseado em quê, concluíram que tinha um problema grave na próstata?" 
"Ó, xôtor, eles têm uma máquina extraordinária. Nós pomos o dedo lá dentro e a máquina mostra o nosso corpo todo!!!" 
"Desculpe. O senhor está a brincar comigo? É que para avaliar a próstata é exactamente ao contrário: constumam é enfiar o dedo (ou a máquina [eco]) em nós!" 
Tranquilizei o doente e continuei as consultas.

É difícil manter uma "poker face" nestas situações...

11 comentários :

João Roque disse...

Olha eu tenho uma ecografia prostática para efectuar agora...
Mas não é de feira, vai ser na Clínica de Santo Anónio, na Reboleira.

Catsone disse...

Ó João, essa última frase até rimou, amigo :D

Pseudo disse...

Mais um daqueles momentos na vida de um médico que deveria ser filmado e bem focada a cara do paciente quando ouviu as tuas palavras. :)

Pulha Garcia disse...

A minha mãe, que é médica, contou-me uma vez que tinhas duas doentes que uma vez se saíram com "ah Srª Drª, nós de facto estávamos um pouco em baixo mas desde que fizemos análises ao sangue estamos muito melhor".

El Matador disse...

isso de haver uma máquina que analisa a próstata a partir do dedo é wishful thinking. :)

carrilheto Carril disse...

lol... faço ideia a tua cara bem redonda com os olhos esbugalhados e com uma legenda a dizer POKER FACE!!! ehehe

Catsone disse...

Pseudo, nunca me esquivo de dizer o que penso a um doente. No entanto, faço-o sempre de maneira a evitar conflitos. Tem dado certo... até hoje.

Pulha, tem piada pq muitas vezes também eu peço "exames terapêutico" a alguns doentes. Viva o efeito placebo.

Killer, gostava de ver aquela que faz toques ginecológicos...

Carrilheto, ma brother, a minha cara redonda pq? Já viste o meu penteado novo???

Mz disse...

Cat, esta é de ficar no cancioneiro de anedotas de médicos/pacientes!

É impossível de se manter impávido e sereno.

Demian disse...

É a genuína inocência saloia aliada à tão tradicional mania portuguesa de se ser mais "sabão" que os outros, eu pelas coisas que vejo nas poucas vezes que vou ao CS fico com uma pequena ideia do que deve ser o vosso dia a dia, especialmente no Portugal profundo... x)

Maria do Sol disse...

Há dois sítios onde se pode "medir" a cultura do povo português: na farmácia e no consultório médico...

Malena disse...

Tadito!!! Agora já sabe que tem que deixar alguém meter-lhe o dedo no cu!! E não é nenhuma brincadeirinha erótica!!! :P