14 setembro 2012

Não, Macedo, isso foram coisas que te puseram na cabeça...

"Miguel Macedo: Situação política "raia a esquizofrenia" em alguns aspectos " in Negócios online

O Ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, tal e qual qualquer bom psiquiatra, vem dizer que a situação política em portugal raia a esquizofrenia...

É... parece ser um bom diagnóstico, senão vejamos:

- Sinto-me realmente numa realidade alterada, diferente; num mundo surreal em que os intervenientes políticos falam em unicórnios orçamentais e esforços titânicos ou hercúleos, numa clara alusão à coisas fabulosas e mitológicas;
- Sinto-me deprimido, realmente, principalmente nas zonas dos bolsos das calças e das camisas, e na bolsa e na carteira;
- Sinto a tentativa de inserção de pensamentos estranhos, como por exemplo, o de que "todo este sacrifício é para o meu bem e o bem do meu país". Ouço-o vezes sem conta e, mesmo não acreditando nele, o torpor bloqueia-me as reacções;
- Roubam-me pensamentos de bem estar cada vez que se dirigem a mim na televisão; sim, porque é mesmo para mim: SÓ PARA MIM! Vejo os senhores a olharem nos meus olhos e a falarem comigo, dizendo que tenho de sofrer, sofrer mesmo muito, para que tudo passe, num delírio obsceno, incoerente e desconcertante;
- Tenho ideias de perseguição ao meu salário cada vez que vejo um ministro na televisão;
- Abordam-me pensamentos psicóticos de que, tudo isto que este "governo" faz, tem a clara intenção de destruir um povo e, consequentemente, um país inteiro e quiça o mundo e o universo;
- Tenho alucinações auditivas que me querem fazer crer que existe felicidade e esperança em trabalhar mais por menos dinheiro e menos qualidade de vida;
- Creio vivamente que vejo políticos na câmara de deputados ou na assembleia da república, interessados no bem estar do povo, o que é claramente uma alucinação visual;
- Sinto a apatia reinante nas gentes...

Mas, apesar de uma sintomatologia tão clara, resta-me uma pequena dúvida: serão alucinações olfativas o facto de, apesar de engomados, limpos e banhados em perfume caro, em carros luxuosos e vestidos com fatos de estilistas renomados, com dentes cândidos e luzidios, cada vez que me aproximo de um político, sentir sempre o mesmo cheiro intenso a estrume? 



"- Miguel? Ó Miguel?! Não é o Seguro a voar ali no canto da sala?"
"- Cala-te, Miguel! Não vês que te faltam as gotinhas..."

5 comentários:

El Matador disse...

a estrume e a enxofre!

nAnonima disse...

uma estrumeira... uma tristeza, um desalento...

Cirrus disse...

Um país neurótico. Não falta muito, não...

Boa analogia.

Sahaisis disse...

emigrar é o haldol mais próximo...

Catsone disse...

Killer, "estrume" foi só para ser polido, porque o cheiro é mesmo a bosta!

nAnónima, pois é. E nós vamos aguentando, devemos ter problemas olfativos.

Cirrus, temos grandes motivos para as neuroses e psicoses... e as depressões :D

Menina Sahaisis, Austrália (suspiro)...