03 outubro 2011

Ilhas dos amores? Sois vós Açores.

Para o desafio viagens da "Fábrica de Letras":



Das (poucas, infelizmente) viagens que fiz, a que mais me surpreendeu foi a que me levou até aos Açores. Surpreendeu-me talvez porque não estava preparado para o que ía ver. Não tinha qualquer noção do que me apresentariam as diferentes ilhas e fiquei apaixonado, desejoso de voltar...
Este envergonhado projecto de poema que vos apresento surgiu-me na viagem de regresso num repente, quase sem pensar, daí poder parecer negligente ou infantil, mas é assim que o coração "escreve" quando está enamorado, certo?
O que surgiu foi, portanto, puro e verdadeiro.




(foto da minha autoria)

9 comentários :

Pseudo disse...

"Puro e verdadeiro" suplantam qualquer outro adjectivo, como por exemplo "infantil", que possas usar para descrever este poema. :)

Sahaisis disse...

tão bonito (e bonitos os açores) é um poema cândido..e isso é fofo. ;)

Catsone disse...

Pseudo, obrigado.

Sahaisis, "fofo" não, por favor! :D

pinguim disse...

É uma viajem há tanto tempo adiada...
É muito belo o teu poema.

Catsone disse...

Não adies mais, em vez de ires a Belgrado, vão os dois aos Açores ;)

Mz disse...

São maravilhosas essas ilhas de bruma... e para quem se sente apaixonado nada é ridículo, é como as cartas de amor...

Eu vivi lá cinco anos, mas já estava a sufocar, no entanto guardo-as no coração.

Utópico disse...

Infelizmente não conheço os Açores. Mas se há muito ando a pensar ir até lá, este poema apenas me aumentou a curiosidade.

Quando os rebentos forem um bocadinhos maiores de certeza que vou aproveitar e ir até lá.

Sandra disse...

Viajar é tudo bom. Bela participação. Estamos ai contigo.
http://sandrarandrade7.blogspot.com/
Vou te esperar na Interação para compartilharmos dessa bela viagem..
Até mais,
Sandra

Natasha Dias disse...

Parabéns pela participação!! Bom fds!