07 maio 2010

Vontades

Apesar de estar em retiro (pouco) espiritual, não podia deixar de participar no desafio da "Fábrica de Letras. Posto um poema já velhinho aqui por casa... sem muito tempo para pensar em coisas novas (embora, muitas vezes, apeteça :( )
Aos colegas operários peço desculpas por não visitá-los com mais frequência mas, por aqui, "la cosa esta peluda"...

Em resposta ao desafio "paixão" da Fábrica:



Vontades


Hoje senti vontade de te ter ao pé de mim.

Instalou-se sem que desse conta
Um desejo de abraçar-te,
Olhar-te nos olhos
E falar-te da falta que me fazes

Hoje senti vontade de dizer-te: amo-te.
Um desejo incoerente e forte
De falar da minha paixão
E explica-la como um menino explica

À mãe o seu dia na escola.

Hoje senti vontade de ser feliz…

E compreendi porque me lembrei de ti…



Luís Fernandes Lisboa ®

16 comentários:

Gingerbread Girl disse...

Muito bonito e sentido. Really, really. ;)

*

Carlos Albuquerque disse...

Caro camarada operário da Fábrica de Letras:
Quero comunicar-te que com este "Vontades" a nossa Fábrica ficou mais rica, mais engrandecida.
Estas doze linhas são como doze tribos de amor que em nós existem.
Parabéns!

Francisco Vieira disse...

BoA TARDE!

Essas "vontades" deveriam ser matéria obrigatória...

Abraços

johnny disse...

Boa definição de paixão: Vontade.

Sahaisis disse...

;)

MZ disse...

POis é...
quando não nos saem da cabeça é assim mesmo, uma vontade, um desejo...

bjs

Catsone disse...

Ginger, esse veio com uma certa inspiração.

Carlos, muitíssimo obrigado.

Francisco, podes crer. Proposto um decreto...

Johnny, a paixão desperta umas quantas vontades...

Sahisis, :P

MZ, desde que, de vez em quando, possamos fazer a vontade às vontades ;)

caminhante disse...

"Hoje senti vontade de ser feliz[...] porque me lembrei de ti…"

gostei muito...

Helga disse...

Uma vontade que nos invade a todos de vez em quando. Muito bonito!

Beijinho e boa continuação :)

PS: Deixei um miminho lá no blogue.

pinguim disse...

Pode ser velhinho, mas é lindo...e adequado.

. disse...

Belíssimo, sensível e verdadeiro! Parabéns!! :)

Abraço,
Ane

. disse...

Catso,

por apreciar o que tu escreves, estou aqui para oferecer ao "Mundo Catso" o Selo Prêmio Dardos. Os detalhes sobre o prêmio estão na última postagem do meu blog:

http://lacunasdotempo.blogspot.com/2010/05/selo-premio-dardos.html

Espia lá! ;)

Beijinhos,
Ane

Catsone disse...

Caminhante, é assim de 2 em 2 minutos ;)

Helga, obrigado. Bj (depois faço um post para vangloriar-me do miminho, lol)

Pinguim, tks ;)

Ane, ou . :), obrigado pelo comentário e pelo prémio. Bj

Lala disse...

Belíssimo! Gostei muito! Parabéns!
Beijinhos**

Ricardo Fabião disse...

Às vezes é preciso que a palavra usada para amor explique menos e diga somente como é, sem floreios.
"Amo-te" consegue desviar um grande discurso, e ir mais ao ponto.

Gostei muito.

Abraço.
Ricardo.

Catsone disse...

Lala, obrigado. Bj

Ricardo, bem-vindo e muito obrigado pela opinião.