12 maio 2007

Everybody loves Madeleine


Como somos pequenos.

“Menina inglesa desaparece de resort no Allgarve, enquanto pais jantavam num restaurante”. E depois disso movimentamos milhares dos nossos melhores efectivos em busca da “Madeleine”e comunicação social em alvoroço.

Não existe nenhum mal nisso, muito pelo contrário, temos que dar o nosso melhor para reaver esta criança, porque se trata disso mesmo: uma criança.

O problema está no tão grande aparato à volta. São jornais, televisões a darem o melhor para o sensacionalismo, algo parecido com os horríveis tablóides ingleses e de que os mesmos tanto gostam. A judiciária quase a pedir desculpas aos grandes britânicos por não ter conhecido ainda o paradeiro da menina. Nós a entrevistarmos turistas para saber se têm, agora, medo de vir passar férias no nosso solarengo Allgarve: “Prefiro passar férias nas nossas belas praias de Liverpool, muito mais seguras!”

Gostava de saber o porquê deste sentimento de culpa. Fomos nós que fomos jantar fora e deixamos os filhos a dormir em casa? Temos que arranjar escolta para cada turista que nos visite?

Além disso, outra questão que fica é: imaginem que acordávamos com a notícia “menina (portuguesa) desaparece em Lagos” ou “menina angolana raptada na amadora”, quão rápido seria nossa resposta, quão eficaz seria a actuação das nossas autoridades e quanto interesse despertaria na nossa comunicação social.

Meu desejo sincero é que, não só, encontrem esta menina, como todos os outros meninos e meninas que no nosso país desaparecem diariamente, sejam eles de cidadania portuguesa, inglesa, ou outra qualquer.

Não me levem a mal, mas tenho em mente aquele rapaz (português) do qual se desconhece o paradeiro há mais de 10 anos. Infelizmente esqueci-me do seu nome, bem como a maioria de nós…

5 comentários :

Nane disse...

Assino em baixo!

Tó-Zé Escorador disse...

É verdade... A reportagem da Sky News foi claramente prejudicial para a imagem portuguesa. Foram buscar 2 casos antigos (do Rui e de outro rapaz qualquer) e a polémica da Casa Pia.

Os britânicos põem-se a atirar pedras, quando do país deles desaparecem muito mais pessoas do que em Portugal..

E a polícia deles, tão eficiente, onde estava quando aquelas duas meninas foram raptadas? As que foram encontradas UMA SEMANA DEPOIS MORTAS, perto de casa?!?!?

Catsone disse...

Tó-Zé, bem-vindo ao blog. Tocaste o ponto correcto: os subúrbios de Londres devem ser um pouco mais perigosos que a maioria dos nossos. Portugal é, por enquanto, um dos países mais seguros da Europa.
Que fique claro que quero que a menina apareça, mas que os outros também e que mereçam a mesma atenção da nossa mídia!
Já agora, o nome daquele "nosso" rapaz É Rui Pedro.

balhau disse...

Estamos todos com a Madalena. Todos curtimos muito a miuda. Ai meu deus que ela desapareceu... Mas só é ai meu deus porque é uma menina fina inglesa, porque se fosse a Mariza, a filha do Tó Padeiro já não havia problemas, afinal de contas a mãe tb desapareceu, numa tarde de verão com um preto encorpado para algures no meio da savana africana...

mario_no_code disse...

Tens toda a razão no teu comentário.Lá porque não são dadas informações aos jornalistas da Sky News ou de outros canais não quer dizer que não se investigue como deve de ser, e sim porque se as pistas vão parar aos jornalistas estas são divulgadas e rapidamente se pode perder o rasto do raptor.Ainda por cima quando pode ser uma pessoa que anda ali por perto...Daí eles terem andado tanto tempo a investigar por ali, e parecem estar na pista certa. Mas pelos vistos não é só o português que tem a mania de criticar, os ingleses não são muito melhores...