13 julho 2005

Matemática à portuguesa!

É tão certo quanto 2+2 são 5 que o estudo divulgado, não sei por quem, nem porquê, dizendo que os portugueses são dos piores em matemática é totalmente falso. De certeza que no Chade, no Togo, no Laos e em mais praí uns 50 países 3º mundistas,os resultados são piores que os nossos! Esses estudo são manipulados, só pode ser assim!
Acho que os alunos são é mal compreendidos nas respostas que dão aos problemas propostos pelos professores.
Por exemplo:
PROBLEMA - Abre-se um concurso público para a construção de uma ponte. Um empreiteiro A propõe realizar a obra por 100 mil €, um empreiteiro B por 75 mil e um empreiterio C por 50 mil. Qual será o empreiterio vencedor e quanto custára a obra?
Aqui está um problema muito difícil. Se este fosse resolvido por um aluno da Suécia, obviamente diria que a obra seria entregue ao empreiteiro C e que custaria 50 mil €, mas e um aluno português, como responderia?
Resposta de um aluno da escola C+S+F+D+P de Cascos de Rolha: " Se a obra fosse aqui no Concelho, o empreiteiro A, que conhece alguns fulanos na autarquia, ficaria a saber que o C faria um preço mais baixo, então reduziria sua proposta de 100.000 para 49.999€. No entanto o B, que anda a dormir com a mulher do secretário das obras pública, abriria a carta do A e baixaria a proposta para 49.998€. O empreiteiro C, que não é bobo nem nada, conhece um gajo que é amigo de um fulano que trabalha para um sub-empreiteiro que trabalha para o empreito B, e diminuiria a proposta para 49.997€. Portanto o empreiteiro C ficaria com a obra e esta custaria 200 mil euros, pois no entanto aumentaram o IVA, os combustíveis, a mão-de-obra, a matéria-prima, as comissões, e já agora, o lucro também."
Como se pode ver para um aluno português a matemática é um pouco mais complicada!
Já agora ele teria metade da resposta certa: acertou no empreiteiro!

Fiquem bem!

1 comentário :

Rain disse...

Matemática? Bem, a verdade é que apesar da maior parte não ter tido positiva no exame, 70% dos alunos passaram à cadeira. Não sei se é problema dos alunos, dos professores ou do sítio onde está a escola. Provavelmente é mistura de tudo, não vale a pena culpar professores que se encontram em bairros problemáticos, nem culpar alunos quando os professores são uma aberração. Continuo a achar que este tipo de exames devia ser corrigido por 2 profs distintos e depois ver se a nota não tinha muita discrepância.

No entanto, lembro-me perfeitamente de estar a ver um teste de matemática de 5º ano na Inglaterra e pensar que era um da 1ª classe..