19 julho 2005

1 Kg fresquinhas!!!

Hoje ficámos a saber que o mercado do Bulhão (ou Bulhon), vai ser encerrado para obras. Falei, hoje mesmo, com uma nativa daquele espaço para saber sua opinião:
Eu: Dona Maria Sardinheira, o que acha do encerramento do "Bulhão"?
Dona Maria Sardinheira (DMS): Ó Car"#$&, isso é uma mer%&, purqui, a gente estamos aqui dendes que isto aqui abriu. Epá, tá mau!
Eu: O quê a senhora vai fazer agora?
DMS: Bou à casa de vanho, porquêa?
Eu: Não é isso! O que vai fazer depois de fechar o mercado?
DMS: Bou pra casa! Ai ó caral!", tás a querere savere demais, morcon!
Eu: Depois que começarem as obras, é o que queria saber!
DMS: Porquêa num dissestes logo? Tá claro que bou mudar de rrramo de negócio!
Eu: sim...
DMS: Bou birar política. Candidatar-me-me-ei para a Câmara do Puerto, para a do FCP, frigorífica, de Gaia ou outra qualquer aqui do Norte.
Eu: Porquê essa revolta, se o encerramento do mercado deve-se a obras de melhoramento?
DMS: Melhoramentos? Pra quê? Isto é um pedaço, ou vários pedaços, de um prédio histórico!
Eu: Mas sabe que isto pode ruir a qualquer momento, não?
DMS: Ó carago, é mais fácil o governo todo cair que oVulhon!
Eu: Isso é verdade! Mas acha que consegue ser eleita a qualquer dos cargos que sugeriu?
DMS: Claro. Beja lá, aqui do mercado tenho 50 botos, já que a Maria da fruta, sabe como é.. não nos falamos, e tal. Do meu bairro e clientes são mais uns 100 botinhos. Bocê tamvém bota em mim...
Eu: Eu já sou comprometido...
DMS: Hã?
Eu: Nada. Continue...
DMS: E pronto tenho praí 1 milhão de botos e o apoio da Fatinha, do Majorzito e do Bíctor Vaía tamvém.
Eu: Essa matemática! Mas acha que a culpa do que se passa é do Rio?
DMS: Quer falar de amviente agora?
Eu: Hã...não. Tou a falar do Rui Rio!
DMS: É isso mesmo, para melhorar o Porto, temos que começar por limpar esse tal Rio!
E prontos, foi a opinião de uma espécie em extinção!
Eu vou votar nela nas autárquicas!

Fiquem bem!

1 comentário :

Rain disse...

Se eu estivesse no lugar da câmara, obrigava-os todos a assinar um termo de responsabilidade e deixava os teimosos por lá. Quando aquilo caísse, olha então faziam obras nessa altura e já tinham mais umas bancas novas e livres para a alugar!