03 abril 2012

Mira que desgraça...

Num país de mágicos e ilusionistas, onde uns fingem que governam e outros fingem que se opõem; num país iludido com tróicas de abutres e com números mágicos todos os dias; liga-se a televisão e observa-se um senhor administrador de um banco privado dizer que, ao contrário dos outros, ele não é ilusionista:

"Mira Amaral avisa que parte dos trabalhadores do antigo BPN vai ser dispensada:

Não haja ilusões, vamos tentar manter o maior número de trabalhadores, agências e centros de empresa, mas não vamos conseguir manter todos”, sublinha.

Fonte RTP"

Não concordo com ele...

Gostava de perguntar a este senhor o seguinte: "Mira, ó Amaral, não foi mágico o que o seu banco conseguiu? Transformar 5 mil milhões em apenas 40? Não é fantástico o quão iludido é este povo?".




"Agora vou fazer desaparecer este coelhinho fofo e mais 300 "colaboradores""

6 comentários :

Sahaisis disse...

É esse o espírito. ;)
O que aconteceu no meu tasco é verdade. Estou assim a atirar para o meia morta, mas à parte disso estou bem.

Renata Diniz disse...

Pontos de vista são vários. Isso é que alimenta o diálogo e o aprendizado. Por minha vez, acho a cultura brasileira, historicamente, encantada. Abraço!

João Roque disse...

Este Mirrrra Amarral nunca me enganou; está-lhe escrita nas fuças, a sacanice.

S.o.l. disse...

O povo, de forma geral, gosta de se iludir. É uma forma de fugir à realidade assustadora que o país atravessa.

Pulha Garcia disse...

""Mira, ó Amaral, não foi mágico o que o seu banco conseguiu? Transformar 5 mil milhões em apenas 40?" ahahahhahaha de facto é uma daquelas mãozinhas de ilusionista que bate recordes.

Gostava apenas de dizer que muito mais culpado que o Mira Amaral foi por exemplo o Constâncio, para não mencionar aquela fauna engraçada do conselho de administração e arredores...

Catsone disse...

Sahaisis, conheço 2 cangaceiros que fazem trabalhos BBB (bons, bonitos e baratos) :D

Renata, concordo.

João, está-lhe tatuada mesmo! É cada tacho que essa malta arranja, amigo.

S.o.l., o povo gosta é de ser possuído à bruta. Precisávamos urgentemente de um D. Pedro para um "independência ou morte"!

Pulha, não me fales desse parasita que anda por Bruxelas a fazer de conta. Esse infeliz é responsável por espoliar o país em mais de 5 mil milhões de € apenas com o ouro que vendeu ao desbarato! Além disso, faz-me sempre lembrar do M. Mendes, outro grande sacana.