08 março 2007

Exemplo escandinavo

Semana passada cerca de 1000 indivíduos dinamarqueses, homens e mulheres loiros, altos, educados e escandinavos, quase implodiram Copenhaga. Por quê? Porque os desgraçados do governo queriam evacuar um prédio de jovens (?). Os manifestantes usaram pedras da calçada, garrafas, latas de tinta e petardos, obrigando a polícia a dar-à-sola.
Copenhaga ficou mais ou menos assim:



Enquanto isso, um pouco mais abaixo, em Lisboa, 130.000 sindicalistas muito bem comportados, protestaram contra a política do governo no sector do trabalho. Calmos, alegres, com bonequitos, a cantar músicas de intervenção, tão organizada que até nos semáforos parou!
Dizem as más línguas que foi a maior parada gay já realizada, mas isso são comentários de alguns homofóbicos, ou talvez não.
Resultado desta "tremenda" revolta: um copo de vidro partido (mas as autoridades já identificaram o meliante).
Lisboa ficou assim:



Pode-se ver a destruição e o pânico causado na nossa capital!

É uma vergonha, nem uma boa manifestação sabemos fazer? Nenhuma gota de sangue, nenhum nariz partido, ninguém preso ou, ao menos, um agente da autoridade insultado!!!
Tragam meia dúzia de dinamarqueses e teremos uma boa manif, catso!

2 comentários :

Rain disse...

Sem querer desiludir-te, ontem estive a falar com um dinamarquês por causa disso. Ele disse que mora perto do local da confusão e que não deu por nada. Quando viu o noticiário na TV, foi passear até ao local e ficou duas noites à janela para ver se apanhava alguma coisa, só apanhou o helicóptero da polícia. Terminou a dizer que a TV tinha exagerado imenso o que se passou...

Catsone disse...

Cuidado com esses dinamarqueses, eles são uns falsos!!!
Eu acredito no que vi na TV! Sim, sim, dá para confiar...