18 junho 2013

Depurar



Depois de um telejornal carregado de informação deprimente apraz-me exanguar a alma com a extrema beleza desta peça genial.
Fechar os olhos, respirar fundo e sentir as vozes penetrar os ouvidos de forma a purificar o espírito, preparando-o para o dia seguinte.


Red:"I have no idea to this day what those two Italian ladies were singing about. Truth is, I don't want to know. Some things are best left unsaid. I'd like to think they were singing about something so beautiful, it can't be expressed in words, and makes your heart ache because of it. I tell you, those voices soared higher and farther than anybody in a gray place dares to dream. It was like some beautiful bird flapped into our drab little cage and made those walls dissolve away, and for the briefest of moments, every last man in Shawshank felt free."

5 comentários:

nAnonima disse...

só para deixar um laike :b

Sara sem Sobrenome disse...

Um telejornal carregado de informação deprimente? Ui, que telejornal viste tu?

Catsone disse...

N's, tks ;)

Sara, foi um no qual dizia que eu sou roubado de todas e mais alguma formas por bando de bandalhos de colarinho branco e... pornto, lá estou eu a precisar de mais uma dose desta música.

João Roque disse...

A música continua a ser um oásis no deserto da vida quotidiana.eguotec about

Catsone disse...

João, nem mais. :D